quarta-feira, 21 de setembro de 2016

o meu regresso




Na semana de todos os recomeços e de regresso ao trabalho ... A diferença está no modo como recebes os teus alunos 

Recebo-os a todos como recebo o verão: de braços abertos e tanta alegria no coração. Abraço-os como quem lhes promete dar um bocadinho do melhor de si. Escuto-os com os ouvidos do coração e gravo todas as aventuras que me contam como quem guarda grandes tesouros [que por acaso até são].
Na geografia da minha alma todos os lugares são feitos de pessoas e do lado esquerdo do meu peito há uma divisão onde todos eles moram. 
Tal como os meus dias mais felizes não são aqueles que são maiores mas aqueles em que nos abraçamos com força e matamos saudades uns dos outros.

Sejam muito bem vindos 



terça-feira, 20 de setembro de 2016

das coisas que são difíceis de entender para a maioria das pessoas


Na minha vida só faço o que me faz feliz, só me rodeio de quem me faz bem e só trabalho com quem quero e gosto - Vantagens e benefícios que se conquistam ao fim de muitos anos de bom trabalho e dedicação! 
Preocupo-me pouco com Ter mas privilegio muito o Ser: feliz, coerente, justa, leal, amiga, honesta, solidária e tolerante!
Alimento-me de alegria pura, coisas simples e pequenos nadas -que são tudo- valorizo uma boa gargalhada e escolho dar sempre o melhor e mais verdadeiro de mim aos outros! 

Se também tenho dias maus? Claro que sim! 
Se esmoreço e me vou abaixo? Também! 
Se desisto!? Ah isso não!! Desistir não é para mim!! Eu sou das que se levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima. Não me importa quantos "nãos" vou ter que ouvir, não me importa quantas vezes vou ter que tentar, adiar e contornar os obstáculos que vão surgindo pelo caminho!! 

Eu fiz planos para ser feliz o resto da minha vida. 



Gosto de segundas-feiras. Juro que gosto. Mas há segundas-feiras difíceis e hoje, definitivamente, foi uma delas.

Logo pela manhã desvaneceu-se um sonho. Acalentámos durante o fim-de-semana inteiro um "e se", sonhámos e até fizemos planos... Andámos num entusiasmo pegado e cheios de esperança, mas pela manhã tudo se desvaneceu.

Não tinha que ser. Ainda não era agora. Tento não desanimar, aceitar e ter fé que a vida sabe sempre o que faz e que tudo tem um momento certo para acontecer.

Ontem, apesar de tudo, também houve boas notícias. Sou oficialmente aluna do Mestrado em Supervisão Pedagógica e desta vez prometo que vou levar tudo a sério. Não vou fazer adiamentos, não vou contornar aulas, nem deixar que o excesso de horas de trabalho levem a melhor sobre mim.

A vida é mesmo assim e às vezes no que tira e no que dá, como diz alguém, ela sabe sempre o que faz.








domingo, 18 de setembro de 2016

Sobre dias assim ... únicos

mais do que o meu obrigada por tudo o que me Dás estou certa que é a minha alegria-simples-de-viver com tudo o que me Dás que faz de mim a pessoa feliz que sou!!! 



sábado, 17 de setembro de 2016

Sexta-feira 16 de Setembro. 
Os dias vão ficando mais pequenos mas começam muito mais cedo 😓☺️   

Hoje é sexta feira e termina a primeira mini semana de regresso às aulas! 
Por isso, e antes do verdadeiro regresso, aproveitem o fim de semana para um passeio descontraído em família -ainda sem o stress dos testes- para uma última ida à praia para recarregar as baterias dessa energia solar tão boa e que nos faz tanta falta no inverno e para orientar as novas rotinas (as deles e as nossas) como começar a deitar mais cedo para evitar a rabugice matinal, por exemplo! 

Para os meus filhos e para os vossos, para os meus alunos e para todos os outros alunos:

O que desejo aos meus filhos e aos meus alunos neste novo ano? Que se instruam na alegria e na bom humor e sejam verdadeiramente felizes. Acima de tudo sejam mesmo muito felizes. 
Aprendam tudo, sobre muitas coisas, mas aprendam também sobre tolerância, generosidade, respeito e partilha. Sejam justos, solidários, leais e, pelo caminho, tirem o máximo proveito desta oportunidade única que têm de poderem ir à escola e aprender tanta coisa para poderem ser pessoas mais instruídas, informadas e prontas a enfrentar um futuro que é já ali tão, mas tão próximo. 

Aos professores de cada escola? Que não desanimem perante os dias menos felizes que atravessamos, que se lembrem que o que nos trouxe até aqui foi a ideia de que podíamos mudar isto tudo e construir coisas novas! E podemos! Podemos mesmo! Ainda que às vezes as circunstâncias pareçam, e sejam, adversas vocês podem, dentro de cada uma das vossas salas de aula, amar, ensinar, educar, motivar e inspirar incondicional e verdadeiramente! O mundo lá fora pode estar virado do avesso e não facilitar os nossos dias mas ali, na nossa sala, nós podemos mesmo fazer diferente! Podemos cuidar, proteger, criar e ser!! É isso nunca ninguém nos poderá tirar: a capacidade única de Ser, todos os dias, pessoas muito melhores! 

Aos auxiliares de cada escola - todos - desejo aquele voto renovado de confiança, gratidão e orgulho por serem pessoas tão importantes e dedicadas no desenvolvimento, na orientação, no acompanhamento e no crescimento saudável de tantos filhos inclusivamente dos meus!!!

Aos pais, a mim, a todos os pais do mundo, desejo um ano feliz e tranquilo ... Os nossos filhos não são só testes, percentagens, números e escalas ... Eles são feitos de algo mais substancial!
São feitos de emoções, de alegrias e conflitos interiores numa idade em que tudo tem, na vida deles, uma dimensão tão grande! São feitos de dias grandes e partilhados com os amigos, cinema e pipocas, dias de birras e respostas "atravessadas" às nossas mais inocentes perguntas, de silêncios e amuos, de abraços apertados e muitos "amo-te mãe" e são feitos de amor e paciência (a nossa) e de memórias ... Todas as que pudermos construir com eles! Aproveitem este (e todos) os momentos e façam deste regresso às aulas um recomeço sentido de vida

 ❤️




quinta-feira, 15 de setembro de 2016

dias a sul


Foram quase 10 dias a Sul para terminar o nosso verão, para voltarmos cheios de energia e prontos a enfrentar o outono que vai chegando devagarinho e preparar o regresso às aulas.

Desta vez escolhemos Lagos. Lagos da nossa Sophia de Mello Breyner Andresen, da praia da D. Ana e do Camilo, da belíssima praia de Porto de Mós e da Ponta da Piedade.

Lagos dos mais belos pores do sol, das melhores esplanadas, dos melhores restaurantes e da beleza singela da sua Marina. 

Lagos com a sua pequenina praia da Luz e, um pouco mais à frente, pertinho de Albufeira, a primeira praia onde levei os meus filhos "olhos-de-água" com o seu belíssimo restaurante "La Cigale" que recomendo todos os Verões não só pela qualidade da comida mas, acima de tudo, pela vista excelente com que podemos almoçar ou jantar.


Ficámos no recente (inaugurado há 3 meses) Aldeia Azul Family Resort e vivemos os das mais tranquilos, calmos e felizes do nosso verão.


A Solidão
A noite abre os seus ângulos de lua
E em todas as paredes te procuro

A noite ergue as suas esquinas azuis
E em todas as esquinas te procuro

A noite abre as suas praças solitárias
E em todas as solidões eu te procuro

Ao longo do rio a noite acende as suas luzes
Roxas verdes azuis.

Eu te procuro.




















Se fechar os olhos ainda sinto o cheiro a sal, ainda sinto o sol nos braços e ainda respiro a alegria desses dias tão felizes vividos num local onde sou tão mais serena e tranquila... o meu querido sul








quarta-feira, 14 de setembro de 2016

dos nossos 3 meses

Desde a chegada de Santiago até hoje muito se viveu por aqui. Festejamos os meus 43 anos, conheci Amarante e Marco de Canaveses e apaixonei-me ainda mais pelo norte.

As minhas férias grandes são mesmo grandes e temos a sorte de as podermos passar todos juntos. 
Às vezes perguntam-me: "e não se cansam uns dos outros?", ou "não se aborrecem com tantos dias de férias?" - a resposta é não e .... não!!!

Também não desejamos o início das aulas, temos sempre assunto, sempre programas para fazer, sítios para visitar e a capacidade de sabermos dar espaço uns aos outros. 

Nas férias (nos 3 meses de férias em que estamos juntos) não há rotinas rígidas, cada um acorda à hora que quer e ao seu ritmo, toma o seu pequeno almoço favorito e ocupa a sua manhã com os seus hobbies favoritos. 

Nestas férias visitámos o Fluviário de Mora e o Borboletário de Constância , Coimbra dos nossos encantos e Aveiro dos nossos amores e a maravilhosa Costa Nova. 

Pela zona fizémos Geocaching em Torres Novas, Tomar, Batalha e Óbidos. 

Nos dias de sol, e antes de fugirmos para sul, andámos pelas nossas praias locais: Pedrógão, Nazaré; S. Pedro de Moel e Figueira da Foz.

Houve dias em que descemos mais uns Km e fomos mais longe: Ericeira, Praia de Santa Cruz, Comporta, Carvalhal, Pego, Melides e Porto Covo. 

Houve dias de aconchego a 4, em casa, com filmes e livros, muito sofá, comidinha da mãe e dias com a avó.

Ficaram a conhecer Belver e o seu Castelo, Gavião e a praia fluvial do Alamal; Vimos todos os filmes que estrearam e que tínhamos agendados para ver, aprenderam a cozinhar e cozinharam muito, houve dias cheios de nada para fazer e foi tão bom!

Houve tempo para nós com eles, para eles com a avó e para nós sem eles - em Vila Viçosa, Evoramonte, Estremoz, Évora.

Fizemos caminhadas, li imenso, traçámos muitos planos, definimos metas e objetivos para os próximos meses e para os próximos anos. 

Acreditar. Confiar. Aprender e redimensionar foram os termos que mais conjuguei estas férias a par com o amor e a fé. 






sábado, 27 de agosto de 2016

Caminho Primitivo de Santiago. o orgulho de chegar ao fim


14 dias a caminhar, quase 400km nas pernas, muitas dores e algumas "mazelas" que mostram bem o quão duro é este Caminho Primitivo. 

Ao terceiro dia achei que não iria aguentar, ao quinto vi pessoas a desistir e outras a irem de táxi nos kms mais duros ou a chamarem táxis para lhes levar a mochila; no sexto dia chorei com dores nas pernas e nos ombros esfolados pelo sol e pela mochila e pensei que não ia conseguir chegar ao final da etapa mas a verdade é que aguentei e fiz todos os 35km propostos para esse dia (debaixo de um sol intenso de 36oC); só eu sei as lutas que travei comigo mesma nestes dias!! Só eu sei o esforço que precisei para te responder "não!" sempre que me perguntavas preocupado: "queres desistir?"

Mas eu acredito que no Caminho (como na minha vida) a verdadeira força não está no número de golpes que damos, mas no número de golpes que aguentamos, e a verdade é que eu não desisti, aguentei, não fui de táxi, resisti, não pedi ajuda, carreguei eu mesma e sempre a minha mochila às costas!! 

Pelo caminho pude testar-me, conhecer-me, analisar-me e descobrir que tenho dentro de mim uma força imensa! Enorme mesmo! Muito maior do que supunha!! Nestes 14 dias concentrei-me no que era realmente importante e essencial, vivi com pouco, partilhei o que tinha, conheci gente maravilhosa, inspirei-me, comovi-me e gostei ainda mais de ti e de mim! De nós! Juntos como sempre!! Do Caminho guardo o melhor!! Do Caminho trago sempre as melhores lições! E quando me perguntam porque fiz algo tão duro e exigente física e humanamente a resposta será sempre e apenas só uma: porque me recuso a viver uma vida de "deixa-andar" sem saber o que existe para lá do conforto da nossa vida de todos os dias, porque quero manter sempre o coração limpo de tudo o que é vão e aprender não só a olhar para as coisas mais simples como também a saber agradecê-las, porque nunca quis o morno de uma vida mais-ou-menos segura mas vivo pelo frio na barriga de uma vida em que possa dar tudo de mim, onde seja testada e vá conhecendo os meus limites e a massa de que sou feita e porque acredito que é nos momentos de maior dureza que cresces como pessoa e testas a tua fé na Vida, nos outros e em ti mesma!! 

Do Caminho regresso sempre mais forte; deste Caminho em especial regresso ainda mais resistente e mais valente!! Saí em busca de um sentido maior mas reencontrei a minha verdadeira essência



sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Caminho Primitivo de Santiago - (VI)



acredito na ternura da vida, no amor que damos e a vida devolve, e na certeza serena de que da vida eu só quero o céu sobre a minha cabeça e o caminho debaixo dos meus pés

















quinta-feira, 25 de agosto de 2016

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Caminho Primitivo de Santiago - (IV)



O Caminho Primitivo não é um caminho qualquer nem mais uma rota para Santiago... Este Caminho é, sem dúvida, "O" Caminho!!! Posso afirmá-lo sem dúvidas já que o tenho sentido nas pernas e nos pés, no sono das noites mal dormidas e no silêncio partilhado com cada km destes caminhos... Vim em busca de respostas para as minhas muitas perguntas e embora não saiba se vou tê-las, com certeza quando a minha caminhada terminar, eu serei outra pessoa