domingo, 6 de maio de 2012


"Hoje as crianças crescem a imaginar que é possível aprender sem errar. Ora, do mesmo modo que dar à luz não é tirar todas as dúvidas (mas pôr problemas), errar é aprender." Eduardo Sá (psicólogo)

Digo muitas vezes (várias vezes) aos meninos que comigo se vão cruzando e que sofrem com o medo de errar ou que não tentam por receio de falhar que "Só não erra quem não faz!" e lembro-lhes todos os dias que: mais importante que a descoberta é, por vezes, o caminho que nos leva até ela!


É preciso cultivar a compreensão e a tolerância com o próximo e consigo mesmo. É  fundamental que cada um de nós perceba o seu valor mas que conheça também os seus limites. Não podemos educar para a excelência e valor se exigimos continuamente perfeição, senão não nos permitirmos falhar ou se não aceitarmos que todos (sem exceção) falham... a falta de humildade e humanidade associadas à intolerância e à falta de afectos estão a criar alunos depressivos e ansiosos 


Sem comentários:

Enviar um comentário