quarta-feira, 11 de julho de 2012


A reportagem  do Jornal da Noite 

da SIC...

"... deu cabo de mim. Conheço algumas histórias como a da Inês Ahrens Teixeira, infelizmente. Mas o facto de ela saber verbalizar tudo o que sente tão bem faz doer mais fundo. A sua história, com a filha Leonor Mel, deixou um silêncio pesado na nossa cozinha e a comida deixou de passar nas nossas gargantas e o ar ficou denso e os meus olhos ficaram cheios de uma tristeza enorme.
Uma das imagens que mais me marcou foi quando mostraram um retrato desta mãe, há uns anos. O seu retrato, antes do drama que lhe trouxe esta filha. Era outra mulher. Outra pessoa. Com um sorriso e uma leveza que não se lhe vislumbra hoje, por muito que se tente.
A Inês só gostava de ter um pouco mais de apoio, para que ela pudesse trabalhar, sair de casa, ser outras coisas que não apenas mãe que cuida de uma criança que não vê, não anda, não fala.
Hoje sinto-me quase culpada por ser feliz. Caramba, como gostava que não houvesse gente a passar por tanto!"

Sem comentários:

Enviar um comentário