quarta-feira, 29 de agosto de 2012

o tempo cura tudo

Sim... o tempo cura tudo (ou quase tudo). Mesmo quando tal nos parece impossível de acreditar, mesmo quando tal parece tão difícil. Mas a verdade é que cura mesmo (quase) tudo. Ou, pelo menos, se não cura atenua, uma grande parte da dor, ou então substitui-a por outro tipo de dor. É assim que eu sinto a tua morte pai. Sinto que ela não passou, que o tempo não a curou mas que a atenuou; ou, melhor dizendo, substituiu-a por outro tipo de dor: pela saudade; esse sentimento que corrói devagarinho e nos vai devastando às prestações... um bocadinho de cada vez, todos os dias, ano após ano! 
As cicatrizes? ah, essas ficam; ficam para mostrar que a dor esteve lá, ficam para mostrar que sofremos e o quanto doeu! 

Há dias assim... em que tudo se conjuga e se recorda! Vidas com momentos mais difíceis mas que fazem parte da nossa história... da história de todos os dias.


Sem comentários:

Enviar um comentário