sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Dias assim-assim

Ele há dias assim, mais complicados e mais aborrecidos. Dias que, não sabendo explicar porquê, já sentíamos pela manhã, mesmo antes de sair de casa, que algo não ia correr tão bem. São dias assim-assim... nem muito bons nem muito maus; dias em que sentimos um aperto no peito e temos um bocadinho de medo do futuro. Mas eu confio. Confio que darei a volta a estes sentimentos e que, sendo eu uma otimista por natureza, depressa encontrarei a luz e darei a volta a esta situação. Afinal,


Sem comentários:

Enviar um comentário