quinta-feira, 1 de novembro de 2012

ufa




Hoje o dia foi enorme. Ainda não tinha vindo aqui ... estive desde às 9h até às 21h30 a trabalhar ... (vá tirei meia hora de almoço)!! Já disse (e repito) que adoro o que faço e que adoro o meu colega de trabalho (que é o marido eheheh)  mas confesso que hoje o dia foi exigente, cansativo e muito trabalhoso. O que vale é que também foi animado e igualmente produtivo. Foi um dia grande mas um dia muito feliz apesar de pela manhã nada o deixar transparecer. Acordei triste, com um aperto no peito, atrasada, e mal tive tempo de conversar com os meus filhos. Arrumei as roupas para vestirem, fiz camas, penteei cabelos, separei viola e equipamento de ténis (do mais velho), ajudei a lavar os dentes, dei beijinhos e lá foi o pai levá-los hoje à escola, sem mim, para que eu pudesse ter meia hora para organizar a agenda e o meu dia (e o dos meus alunos) antes de começar a trabalhar. Todo o dia foi um corre corre, um salta daqui para ali, um vai ao quadro e escreve e explica de novo (e de novo e mais uma vez ainda) e venha mais um exercício de probabilidades e a seguir geometria e depois equações e sai um "stôra pode chegar aqui?"; e mais um "professora pode tirar uma dúvida?"; e outro "oh stôra ainda não me deu certo" ... foi um dia grande mas tão feliz! Gosto tanto dos meus alunos. Gosto de os ensinar e faço tudo para os ver caminhar e ir longe, faço tudo para os ver sorrir e desejo tanto (como desejo para os meus filhos) que alcancem os seus sonhos e as suas metas. Gosto de os ver motivados e felizes a lutarem pelos seus objetivos. 

Foi um dia grande, correu bem durante a tarde (e terminou melhor ainda) e a eles devo o mérito de terem transformado um dia grande num GRANDE dia e de me terem feito sorrir (num dia em que tudo parecia que ia correr mal). 

Se o que você está percorrendo é o caminho dos seus
sonhos, comprometa-se com ele. Não deixe a porta de
saída aberta, com a desculpa: "ainda não é bem isto que 
eu queria." Esta frase, tão utilizada, guarda dentro dela a 
semente da derrota. Assuma o seu caminho. 
(Paulo Coelho) 


Sem comentários:

Enviar um comentário