sábado, 10 de novembro de 2012

precisamos alguém


"Que me olhe nos olhos quando falo.
Que ouça as minhas tristezas e neuroses com paciência.
Preciso de alguém, que venha brigar ao meu lado sem precisar ser convocado; alguém Amigo o suficiente para dizer-me as verdades que não quero ouvir, mesmo sabendo que posso odiá-lo por isso.
Neste mundo de cépticos  preciso de alguém que creia, nesta coisa misteriosa, desacreditada, quase impossível de encontrar: A Amizade.
Que teime em ser leal, simples e justo, que não vá embora se algum dia eu perder o meu ouro e não for mais a sensação da festa.
Preciso de um Amigo que receba com gratidão o meu auxílio, a minha mão estendida.
Mesmo que isto seja pouco para as suas necessidades.
Preciso de um Amigo que também seja companheiro, nas farras e pescarias, nas guerras e alegrias, e que no meio da tempestade, grite em coro comigo:
"Nós ainda vamos rir muito disso tudo"
Não pude escolher aqueles que me trouxeram ao mundo, mas posso escolher o meu Amigo.
E nessa busca empenho a minha própria alma, pois com uma Amizade Verdadeira, a vida se torna mais simples, mais rica e mais bela..."
Charlie Chaplin


Assim é nos dias de hoje... assim é o que sinto. Preciso, sem dúvida, de alguém a quem chamar amigo, de alguém que tenha tempo, que seja sincero, que se preocupe, que esteja presente. Estou cansada de gente falsa, oportunista, hipócrita, de gente que só se aproxima por interesse, de gente que nos olha de lado, que se "ofende" por tudo e por nada, (pelo que dizemos e pelo que não dizemos), que deturpam tudo o que fazemos e tudo o que dizemos. Estou cansada da estupidez alheia, de gente que finge que se importa, de gente que se preocupa com merdas sem interesse, de gente que só vê o seu umbigo e que nos mede pelo que somos, pelo que temos ou não temos. Estou cansada das pessoas que só vêem dinheiro, das pessoas sem sentimentos e das pessoas sem escrúpulos; estou cheia dessa gente que falta ao emprego por tudo e por nada e que mente, descaradamente, para estar 2 dias em casa; estou farta de gente que põe baixa sem necessidade e passam meses "ao fresco", sem produzir, contribuindo da pior maneira para a difícil situação do país. Estou cansada, farta destas posturas, irresponsáveis, de uns e outros perante a vida e que nos afectam a todos. Estou farta da mesquinhez das pessoas, de ver gente que finge gostar, que finge ser, que finge estar; gente que me fala hoje e vira a cara amanhã; gente que só fala "barulho", que se preocupa com o que não deve e só fala sobre a vida dos outros, que critica e faz pior, gente que perdeu a capacidade de gostar, de se preocupar com o próximo e que perdeu, acima de tudo, a capacidade de medir a força dos seus actos, das suas atitudes e da sua postura -desinteressada - perante a vida.

Queria um amigo sincero, um amigo valente, honesto, decente. Um amigo que me defenda quando não estou presente, um amigo que dê valor a tudo o que lhe dou de mim e que me deixe fazer parte da sua vida como eu o deixo fazer parte da minha. Um amigo que espere tudo de mim e que me deixe ser para ele tudo o que um amigo pode ser.  

Mas as pessoas hoje não têm tempo para nada nem para ninguém... as pessoas hoje não têm tempo para ter amigos, nem para cativar os outros nem para se deixarem cativar. E é uma pena 









4 comentários:

  1. Oh querida, ainda há gente boa e amigos de verdade :) Sei que não me conheces mas se precisares de alguma coisa podes contar comigo :) Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Concordo com tudo! É bem verdade!
    Bj S

    ResponderEliminar
  3. Velvet ;) minha querida Velvet muito obrigada! A blogosfera tem coisas boas (muito boas!) e uma delas são as pessoas que vamos "conhecendo" ... obrigada e acredita que também estou sempre aqui (para tudo!). beijinhos e um bom domingo para ti <3

    ResponderEliminar
  4. S. há dias em que não é fácil... há dias em que os amigos que mais precisamos estão longe e alguns que julgávamos perto desiludem-nos de tal forma que dói ... há dias assim.

    ResponderEliminar