domingo, 13 de janeiro de 2013

Com o devido respeito



Trouxe de um blog este texto mas ele já vem de outro ... e achei tão bonita a iniciativa e o modo como foi escrito este texto que resolvi "trazê-lo" para o partilhar aqui também. Vamos divulgar e aderir, vamos gerar aqui uma onda de solidariedade que nos mova a todos. Já tratei de ir ver o que tinha aqui dos meus filhos e vou tratar de me informar sobre os bens alimentares e como posso fazer para os mandar. Se puderem divulguem também (nunca são demais as ajudas que se possam dar). 



"...Ontem em conversa com a Turista Acidental tive conhecimento de uma família uma Mãe com 3 filhos rapazes -  5 anos, 10 anos e 16 anos  - que se encontram a viver sérias dificuldades. O único sustento das crianças é a Mãe, com a ajuda possível da Avó, pois o Pai é praticamente ausente. Não consigo sequer imaginar a aflição de uma mãe de querer dar de comer, de querer aquecer um filho e não poder. Só de imaginar parte-se-me o coração e rezo a Deus todos os dias para que o meu filho nunca viva uma situação dessas. Esta família está a pedir ajuda! Não são brinquedos (...) Esta Mãe está a pedir apenas que quem possa a ajude com roupa para os miúdos. Roupa dos nossos filhos que já não sirvam. (...) O pedido de ajuda veio através da avó. A mãe não tem internet... Se alguém puder ajudar, envie um email para adeliaasousa@sapo.pt.  Obrigado! :)"  E eu acrescento: produtos alimentares também são bem vindos, pois na semana passada esta mãe andou 3 dias a água (sem conhecimento da avó), porque a dignidade é a última coisa a perder a par da esperança, para que a  alimentação não faltasse aos filhos!
Qualquer esclarecimento adicional, podem enviar email para:  manuelacolaco59@gmail.com





1 comentário: