domingo, 24 de fevereiro de 2013

Domingo é dia de catequese. E embora para muitos ir à catequese não seja fundamental ou nem faça sentido nos dias de hoje, para mim a dimensão espiritual é muito importante e não deve ser negada. Hoje não há tempo para nada, não se dá sentido a nada e faz-me confusão que todos se assumam ou como "sou católico mas não sou praticante" ou simplesmente "não acredito em nada". Claro que não temos todos que acreditar em Deus, claro que não temos todos que ser católicos, claro que não! Acima de tudo devemos respeitar as crenças (e as não crenças) de cada um. Mas a mim o que faz mais confusão é não se acreditar em nada, viver-se como senão existisse nada para além do que vimos e daquilo que é palpável... é-me indiferente se acreditam em Deus, na Vida, na Mãe Natureza, numa Força Superior que nos guia e ilumina, ou em qualquer outra coisa que, não se explica mas sabemos/sentimos que existe! Não acreditar em nada é não ter fé, é não dar sentido a nada do que aqui andamos a fazer, é ... é simplesmente perder a capacidade de acreditar! E, nos dias de hoje, faz tanta mas tanta falta Acreditar, ter Fé; Porque isto leva-nos a ter Esperança e a saber aceitar aquilo que, muitas vezes, não podemos mudar.

Ensinar os nossos filhos (os nossos alunos) a acreditar (seja em Deus ou seja simplesmente no Dom da Vida) é ensiná-los a ter fé (e ter fé não tem, necessariamente, que ter uma conotação católica), é ensiná-los a acreditar que há Algo acima de nós, que a vida não é só isto, que não andamos cá só por andar. 

Hoje há tempo para todas as atividades extra curriculares que alimentam a mente, que alicerçam o conhecimento, mas ninguém tem tempo para alimentar a dimensão espiritual das nossas crianças. Acredito que essa dimensão é tão importante como as outras dimensões que são alvo de estudo contínuo por parte de todos os que se preocupam e estudam o crescimento e desenvolvimento infantil/juvenil.

A vida não é só conhecimento científico, a vida também é aprender a ser, a estar (connosco e com os outros) e crescer é também desenvolver valores, aprender a preocupar-se com os outros, com as dificuldades dos outros, com o que nos rodeia... 

Muitos dos nossos jovens sentem-se vazios,  sem rumo, como se lhes faltasse algo... muitos dizem-me que a vida é uma seca, que não encontram grande significado nas suas vidas... na verdade eles hoje têm tudo, de muita coisa, mas talvez lhes falte muito daquilo que é essencial e que é tão simples... falta-lhes conversar, falta-lhes que tenham tempo para ter tempo para eles, falta-lhes pensar e reflectir sobre quem somos, que pessoas queremos ser, qual o sentido da vida... falta-lhes aprender a acreditar no futuro, falta-lhes ter fé e aprender a ter fé... falta-lhes acreditar e aprender a confiar! Quando acreditamos, quando temos fé (em algo ou alguém) viver é mais simples e tudo se torna um bocadinho mais fácil... porque caminhar acompanhado e seguro das nossas crenças é caminhar com mais confiança. 




5 comentários:

  1. Pode parecer estranho, mas acho que já passei essa fase :)

    ResponderEliminar
  2. talvez não seja estranho lol mas acho que não entendi bem!

    ResponderEliminar
  3. Vive, apenas. Sem muitas perguntas. Podes perder-te na falta de respostas. Vive e aproveita. Ri. Quando não conseguires e te apetecer chorar, chora. É um pouco básico :)

    ResponderEliminar
  4. ahahah não consigo Cycle. Questionar faz parte de mim. Não sei viver sem questionar o que me rodeia... mas eu não estou com nenhum dilema Cycle... nem com dúvidas lol muito pelo contrário. As perguntas mais importantes para mim estão esclarecidas ... e as que ainda não sei a resposta é porque ainda fazem parte do meu caminho (aquele que ainda tenho que andar até chegar onde tenho que chegar!)
    beijinho

    ResponderEliminar