sábado, 6 de abril de 2013



No barco sem ninguém, anónimo e vazio, 
ficámos nós os dois, parados, de mão dada... 




Sem comentários:

Enviar um comentário