sexta-feira, 10 de maio de 2013

do outro lado

mimbeau:


Farrow and ball Railings

do outro lado da janela vejo passar as pessoas que caminham em direcção às suas casas, alheias a tudo, presas aos seus pensamentos, umas correm, outras vão com um ar tranquilo de que vai com tempo e outras ainda com um passo apenas mais apressado ... do outro lado da janela e do outro lado da rua vi-te ... vais triste, pensativa, com um rosto carregado e um ar desorientado e perdido ... vais ligeiramente curvada porque carregas o mundo e uma dor gigante às costas ... perder um filho é também perder uma vida: a nossa! Lamento muito... demais Z. 




Sem comentários:

Enviar um comentário