segunda-feira, 16 de setembro de 2013




Hoje foi o primeiro dia de aulas a sério dos meus 2 filhos. Depois da ansiedade inicial (mais dele que dela) e mais minha que dos 2, sabe bem estar à porta da escola para ir buscar um (que saiu às 15h20) e passarmos depois, todos juntos, pela escola primária da mais novinha e ir buscá-la também. É verdade que ele já está no 8º ano mas preocupo-me sempre quando chega a esta altura ... a altura dos inícios, do regresso, dos reencontros... ele também fica ansioso que eu sei mas luta contra isso e atravessa aquele portão de um modo tão decidido e com um ar tão mas tão corajoso. Eu fico a olhá-lo de longe. A observar. E ao intervalo das 12h mando logo sms só para saber se brincou, se esteve com os amigos ... se está feliz. O meu filho está no 8º ano mas tem idade para estar no 7º ano. E essa diferença dele preocupa-me pois nem sempre foi fácil a sua integração na escola. Foi pior na escola primária, razão que me fez mudá-lo de estabelecimento de ensino no último ano. Não por ele nem pelos colegas mas por uma total incompreensão da professora que lhe calhou no 3º ano e que transformou cada dia desse seu ano num pesadelo. Sei que é por isso que me preocupo em exagero e, por vezes, até desnecessariamente já que ele é uma criança feliz e bem disposta, que socializa bem (embora seja um pouquinho tímido). Claro que tem interesses bem definidos e um pouco diferentes dos seus amigos (como gostar de ir à Biblioteca buscar livros ou ficar lá a lê-los) ou ir para a Ludoteca jogar determinados jogos do seu interesse em vez de ir jogar à bola com os outros colegas.

Mas afinal tudo correu bem e ele veio bem e feliz. Tranquilo e descontraído e eu preocupada e ansiosa em vão. Esperemos que assim continue.

Quanto à filha mais nova também estava muito preocupada embora com ela seja sempre tudo mais fácil. No entanto este ano haverá grandes mudanças: está no 4º ano, há exames, muda de escola no final do ano e a sua professora, que já a acompanha há 3 anos, ficou gravemente doente e teve que ser substituída. A nova professora parece-me ser firme e muito atenta mas não pude deixar de lamentar tanto pela professora (cuja situação é gravíssima) como pela minha filha que ficou muito triste e chorou com o afastamento da sua querida professora. Aliás, desde que morreu a minha aluna B. (vítima de um tumor) a minha filha associa isso a qualquer pessoa que esteja doente e a primeira coisa que me perguntou foi: "a professora está doente como a B.? vai morrer?" ... coitadinha, fiquei com o coração tão apertado. 

No entanto, acho que a prof. nova está a lidar muito bem com eles, acho que os está a saber cativar e o dia de hoje correu bem e ela veio contente e cheia de histórias para contar. 

Espero que os próximos dias continuem assim e que este ano seja um bom ano. Para todos nós. 








7 comentários:

  1. Sim que seja u excelente ano para eles. Vai correr tudo bem vai ver. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Sim que seja u excelente ano para eles. Vai correr tudo bem vai ver. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. será um bom ano!
    o nosso coração fica sempre apertadinho por eles, o amor incondicional tem estas coisas.
    este post é muito ternurento, muito mãe.

    ResponderEliminar
  4. Que seja um excelente ano para os nossos filhotes. Estamos sempre com o coração nas mãos, não é?
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Um bom ano lectivo e que as mudanças tragam muitos momentos felizes. Beijinho

    ResponderEliminar
  6. A minha filhota também foi para o 8º,mas eu continuo a ficar preocupada, sempre que se inicia um novo ano,desejo que chegue a hora de a ir buscar para saber tudo, como é a turma, que tal os novos amigos porque este ano está numa turma nova,como foi com os professores, sou mesmo uma chatinha!
    Espero que seja mais um ano bom para eles e que sejam muito felizes.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Que seja um ano de muito sucesso e alegrias para as nossas crias :)

    ResponderEliminar