quinta-feira, 24 de outubro de 2013

dias.


Há dias fáceis, há dias menos fáceis e depois há dias estranhos. Dias que começam bem e que depois, sem motivo aparentemente forte se transformam em dias "assim-assim"... basta, às vezes, um comentário mal medido, uma frase fora do contexto e sentimo-nos invadir por uma tristeza (que à luz da razão e bem observadas as coisas nem tem razão de ser... mas que incomoda e faz o coração ficar pequenino)... 

Acho que estou cansada. saturada. menos feliz que os outros dias. Talvez não saiba lidar com o final do verão e a chegada repentina deste Outono/inverno me tenha deprimido um bocadinho. Talvez esteja a acusar a pressão do excesso de zelo e dedicação que dedico a tudo o que faço: trabalho e família. Talvez esteja a ser difícil segurar o "meu mundo" nas mãos porque eu mesma exagero na medida em que me preocupo, em que me exijo, em que me avalio e meço. 

Tenho trabalhado 12 a 13h seguidas, por dia, de segunda a sábado. E se por um lado gosto de trabalhar e amo de paixão o que faço às vezes também sinto falta de fazer outra coisa, de ver e estar noutros sítios, de ter tempo para mim mesma e para os meus. Mas acho que o que eu precisava mesmo mesmo, mais do que tudo isto, era de ser mais tranquila, descontraída, menos tensa e menos ansiosa... 

sabem aqueles apertos no peito com que acordamos, às vezes, logo de manhã? aquela ansiedade que toma conta de nós e não sabemos explicar? aquela angústia que mora de vez em quando na nossa alma e que nos conseguimos entender? pois eu tenho sentido isso, todos os dias, sempre, incessantemente. é cansativo. incomoda. satura. mói. 

Sempre fui cheia de energia. alegre. feliz. motivada e motivante. cheia de sonhos. planos. objectivos. metas. mas ultimamente não me reconheço. é como se houvesse em mim uma tristeza sem fim. um desconsolo. uma desmotivação que eu não conhecia. um desapontamento e uma desilusão que me magoa até à alma e me impede de ser verdadeiramente. de rir mesmo com vontade. de estar a viver os meus dias e a minha vida.

Há dias mesmo bons. há dias que são mesmo fáceis. mas depois há dias assim-assim. dias que acordam estas coisas em nós... dias em que pequeninos nadas se transformam em enormes rastilhos que fazem tanto estrago em nós. dias.







10 comentários:

  1. Tem de haver aí alguma coisa a moer-te...
    Seja o que for, espero que passe bem rápido! Encara estes dias chuvosos como se fosse um dia de Verão... também têm a sua beleza.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Olá minha querida,
    Como te compreendo...vivo assim à cerca de 8 anos. Tive uma depressão muito grande quando o meu tesouro mais velho nasceu, nunca mais voltei a ser a mesma. Luto diariamente contra esta ansiedade constante, passo os dias a controlar-me para que as pequenas contrariedades não se transformem em grandes problemas (apenas na minha cabeça), tenho uns dias melhores do que outros, mais tristes mais alegres, uns mais fáceis outros mais difíceis, mas a minha vida é uma batalha diária. E Porquê??? Não sei, não faço ideia, felizmente não me posso queixar da vida que tenho, quer profissional quer pessoal, graças a Deus não temos preocupações financeiras, Amo e sou Amada!
    Bjs e muita força, eu estarei por aqui,
    MJ

    ResponderEliminar
  3. Oh minha linda, o teu texto descreveu-me por completo.
    Também eu tenho dias assim. Sabes o cair da folha é uma das coisas que nos levam a ficar assim!
    Mas pelo que leio, deves estar a ficar com uma pequena depressão. E olha que eu já passei por tudo isso, e sei bem o que é estar assim.
    Comecei assim, e diagnosticaram-me uma depressão, e isso levou a ter ataques de ansiedade e tudo.
    Por isso o meu conselho é: Se continuares assim vai a um especialista, porque há muitos produtos naturais para as pessoas assim como tu ANSIOSA.

    Um beijinho e espero que isso seja passageiro *.*

    ResponderEliminar
  4. forcinha! conheço bem esses dias. por vezes também acontece o inverso: basta uma palavra bem medida ou um gesto feliz no momento certo. está mais atenta a esses "pequenos nadas" para que o mundo vire ao contrário e chute a tristeza para longe.

    ResponderEliminar
  5. Espero que seja apenas uma fase passageira...
    Vais ver que amanhã o sol volta a brilhar e recuperas a tua luz.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Muita força para ti!
    Espero que esta fase passe depressa e voltes ao que eras! :)

    ResponderEliminar
  7. Estimada Nobody Listening

    não gosto de te ver assim.
    és uma mulher fantástica, cheia de amor, de vida, de alegria, ofereces tanto de ti , e com muitos dias felizes pela frente.
    Por isso, os dias assim assim só devem contar para crescer, para reflectir e toca a andar.
    um grande beijo.

    ResponderEliminar
  8. Raio do Outono....
    Beijo grande e um abraço de urso!

    ResponderEliminar
  9. Percebo perfeitamente o que queres dizer. Quando me sinto triste, fico também zangada comigo mesmo por não ter propriamente razões para me sentir assim. Há sempre tantas outras pessoas em situações mais complicadas do que a nossa. Temos de nos agarrar aos dias bons! Força!

    ResponderEliminar
  10. Há dias assim, em que por vezes nos sentimos perdidos, mas temos de ter paciência e esperar pelos melhores :)

    ResponderEliminar