segunda-feira, 6 de janeiro de 2014


“Ninguém consegue voltar atrás e fazer um novo início, mas qualquer um pode começar hoje a fazer um novo final.” (Maria Robinson )

Photo: À medida que nos aproximamos de um novo ano nada mais importante que antes de definir o que desejamos, nos libertarmos do que já não nos serve... Os próximos dias são ideais para libertar o passado, desenhar o futuro e desfrutar do presente e das boas e sábias emoções que cada um destes momentos nos tem para oferecer.


E esse é o nosso maior mal... vivemos demasiado agarrados ao passado, culpabilizando-o por sermos como somos, por termos a vida que temos, pelas oportunidades que perdemos e pelas coisas que não temos ou não vivemos. Mas querem saber uma coisa? o passado, como o próprio nome diz, já passou. foi-se. já não faz parte de nós e não pode condicionar nem o nosso presente e muito menos projectar-se no nosso futuro. A não ser que nós deixemos. A não ser que nós queiramos. 

Só há duas maneiras de viver: ou a lamentar o passado ou a viver o presente. Eu sou pelo agora. E vocês?






5 comentários:

  1. Eu tambem sou por viver o presente e pensar menos no passado. O passado já foi e não pode ser alterado,o presente é para ser vivido com a maior garra e o futuro ninguém o adivinha,por isso é viver o presente com o maior sorriso possivel. Desejo-te um fantástico ano de 2014,tudo de bom para ti,muitos beijinhos e fica com deus!!

    ResponderEliminar
  2. Eu também. Quanto melhor vivermos o presente, melhores serão as memórias do passado e melhor será também o fututo. O presente é o único que podemos escolher viver o melhor possível, os restantes tempos são condicionados por este.

    Beijos e uma excelente semana

    ResponderEliminar
  3. Discordo de que o passado não faça parte de nós...o passado somos nós...nós somos as somas das nossas experiências e com elas devemos viver o presente intensamente sem lamentar nada...porque tudo é aprendizagem!!!
    beijinhos e boa semana!
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo o que queres dizer Maria mas quando digo que o passado não faz parte de nós refiro-me às acções negativas que muitas vezes teimamos em transpor para o presente e estar sempre a recordar. O passado é claro que faz parte da nossa história, que construiu parte do que somos mas nós não somos o passado. O passado passou. Já não está aqui. E se há coisas do passado que me magoam, me entristecem então eu não as quero relembrar e não quero que façam parte de mim. Deixo-as onde pertencem: lá atrás. Se fiz coisas das quais me arrependo ou se no passado magoei alguém e me arrependi e mudei, então esse passado já não sou eu: fui eu! Passou. Tirei do passado (tal como tiro do presente) as lições necessárias ao meu crescimento mas nunca me condiciono por ele. Por exemplo, há pessoas que justificam as suas acções presentes e a sua vida actual (a sua amargura, a sua apatia, etc) recorrendo ao passado. Pessoas que dizem: "eu sou assim agora porque no passado sofri muito, tive uma infância difícil, nunca fui feliz quando era adolescente.... " mas o passado já foi. Não o podemos alterar. Mas elas agora já não vivem no passado. Vivem no presente. Ou seja, agora são elas que podem escolher o modo como se querem sentir, o modo como querem viver. É dificil e devido às amarras do passado podem ter medo de tentar mas se se concentrarem no agora, no hoje e decidirem que o futuro depende das construções que fizermos no nosso presente talvez consigam. Justificar o presente com os sofrimentos ou erros do passado faz com que não vivam o presente e condicionem o seu futuro... era isto que eu queria dizer. Eu não sou as acções do meu passado. O meu passado faz parte da minha história. Construiu parte do que sou mas não tudo o que sou porque eu sou um ser inacabado ... um ser em construção. E tens toda a razão quando dizes "devemos viver o presente intensamente sem lamentar nada...porque tudo é aprendizagem!!!" - é verdade Maria :) beijinhos e um bom ano para ti

      Eliminar
  4. Eu concordo, o passado já passou, temos é de viver o presente e abraçar o futuro sem olhar para trás! :)

    ResponderEliminar