segunda-feira, 18 de agosto de 2014



«Há três coisas para as quais eu nasci e para as quais eu dou a minha vida. Nasci para amar os outros, nasci para escrever, e nasci para criar e amar os meus filhos. O ‘amar os outros’ é tão vasto que inclui até perdão para mim mesma, com o que sobra. As três coisas são tão importantes que minha vida é curta para tanto. Tenho que me apressar, o tempo urge. Não posso perder um minuto do tempo que faz a minha vida. Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e receber amor em troca [...].»
Clarice Lispector

Revejo-me em cada uma destas palavras ... como uma espécie de karma





1 comentário: