quarta-feira, 29 de julho de 2015

Julho I 29


Gosto de continuar a acreditar que tudo, mas absolutamente tudo, é possível e que do sonho à acção é um pulo pequenino. Mas, acima de tudo, gosto desta força impulsionadora que se chama felicidade e que não me deixa desistir, que me ajuda a ajustar as velas e a manter o rumo certo mesmo nos dias mais incertos.


1 comentário: