sábado, 11 de julho de 2015

Bom Dia


Que faremos da vida se o tempo se esgotar e o fim se aproximar? Gritaremos ao mundo que apesar de tudo viver foi uma aventura extraordinária? Que de entre as derrotas só contei as vitórias e que após cada queda sorri ao olhar para os meus joelhos esfolados? Há dias que sim, que consegues disfarçar a tristeza e ris com tanta vontade que até te esqueces que o mundo se abate, aos poucos, sobre ti ... Há dias (muitos) em que te sentes afortunada por teres tanto e por saberes partilhá-lo... Triste? Não! Não serei nunca uma pessoa triste!!! A vida é uma aventura demasiado extraordinária para ser desperdiçada! E a tristeza, a tristeza é apenas um ponto e uma vírgula entre duas felicidades ...



1 comentário: