sábado, 22 de agosto de 2015





Às vezes basta que te deixes ir. Que respires fundo. Que aceites. Que não remes, constantemente, contra a maré. Às vezes basta que te ames mais um pouco. Que confies. Que dês e peças colo. Às vezes só precisamos de deixar entrar a luz e fazer verão dentro de nós... porque para quem é feito de sol nunca existirá Inverno.


2 comentários: