quarta-feira, 28 de outubro de 2015

** dos dias sem medo

Saio à pressa, visto-me à pressa, durmo à pressa, como (quando calha) e à pressa. Agarro o tempo que não me sobra e dou-o com gentileza aos que precisam ainda mais de tempo que eu e isso faz-me feliz! Também é verdade que dou atenção, vezes demais, a pessoas que não merecem e que tendo mais tempo que eu, na verdade, não entendem que o têm e não o agradecem. Às vezes não sei se respiro ... devo respirar não é... senão já teria morrido. Por isso, respirar respiro, mas não me lembro. Vivo na dilatação diária das minhas tarefas, imersa na imensidão dos muitos papéis que vou assumindo, sem falas decoradas ou tempos de preparação. Sou eu. Naturalmente e sem ensaios de bastidores!!! Mesmo que os outros, por não saberem ser generosos não entendam a generosidade que lhes dou ou que por serem tão egoístas não consigam entender o acto de ser e dar por si mesmo!!

Ás vezes penso que a pressa é um refúgio e um escape que dou ao meu coração, para que não sofra e sinta tanto. Possivelmente até é ...
Por isso há dias em que mesmo não fazendo parte de um exército, e ainda menos de uma guerra, me sinto em luta ... e lembro hoje com tanta saudade a frase do homem maior da minha vida: "Quando te olho e te vejo a falar, a rir, a defender as tuas ideias ou até a ensinar matemática aos teus amigos a primeira imagem que tenho é a de que criei uma guerreira! Alguém capaz de dar a cara à luta e abraçar o mundo! ... Se eu morresse hoje sabia que tinha feito um bom trabalho contigo!!" 
...........................................................

Infelizmente morreste 2 meses depois e sim pai, deixaste uma guerreira ... uma guerreira que ultimamente passa pela vida a correr e quase, quase sem respirar ... uma guerreira que também cai, esfola os joelhos e se estatela ao comprido, mas uma guerreira sempre pronta para o combate (venha ele de onde vier)!! Acima de tudo, sempre e para sempre "your little girl" ... que nunca te quer desapontar e que deseja que tu, estejas onde estiveres, mantenhas a fé e o orgulho que já tinhas em mim!! Porque é só disso que eu preciso... o resto? o resto é o resto e não passa disso mesmo! ... 




2 comentários:

  1. querida Green ... obrigada por todos os comentários que colocas sempre nos meus posts ... és uma seguidora muito querida e especial... também visito o teu ... não comento ... mas visito e leio e sigo :)
    beijinhos

    ResponderEliminar