sábado, 14 de novembro de 2015


E eis que, de repente, ligo a televisão. 
Horrorizada com o que se está a passar em Paris, os meus filhos ficaram mudos, colados ao ecrã e o medo tornou-se denso, quase palpável... "e se nos acontece a nós?"

Não se responde a isto... engole-se em seco e pensamos "Que mundo, é este, que lhes deixamos... 14 anos depois e nada se aprendeu"



2 comentários:

  1. Não dá mesmo para explicar o que se sente ao ver as imagens que passaram na televisão ontem à noite, e pensar nas pessoas que estão lá e passaram por tudo aquilo, não apenas as que morreram, mas as outras que conseguiram sobreviver e os familiares dos tantos que perderam a vida estupidamente, na noite passada.

    ResponderEliminar