quarta-feira, 9 de dezembro de 2015



A partir de uma certa idade aprendemos a viver por subtração. Afastamo-nos das pessoas que não queremos ter por amigas, recusamo-nos a fazer o que não queremos fazer e declinamos até obrigações e visitas sociais que não nos apetecem fazer. 
Só quando ousamos deixar ir tudo o que é supérfluo e tudo o que nos causa dúvidas é que começamos a viver. Só quando aprendemos a sintonizar o nosso coração na frequência certa e nos dispomos a escutar tudo o que nos rodeia, entendemos o verdadeiro sentido da vida ... até lá vou subtraindo chatices e pessoas aos meus dias e partilhando, com os que realmente importam, o que tenho de melhor.


1 comentário: