quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Dos nossos dias na Aldeia da Mata Pequena e em Mafra













Sítios para ir e ficar: Aldeia da Mata Pequena.
Sítios onde o tempo corre mais devagar, onde se pode apreciar e aproveitar o melhor que a zona saloia de Lisboa tem para nos oferecer, desde o alojamento (acolhedor e lindíssimo) à simpatia do Diogo Batalha e sua esposa que tão bem nos acolheram, passando pela simpática Tasquinha do Gil (que nos brindou com imensos e deliciosos petiscos),  ou pelo Restaurante A Adega do Convento (que recomendo e ainda por cima tivemos sorte e aproveitámos a Mostra Gastronómica das Carnes de Caça)  - folheto - ter oportunidade de conhecer o Palácio que outrora inspirou Saramago e o seu Memorial do Convento, a sua fantástica Biblioteca com cerca de 36 000 livros, a Tapada de Mafra (absolutamente maravilhosa, como uma floresta encantada), o Jardim do Cerco ou o Palácio dos Viscondes de Ponte de Lima (actualmente recuperado e onde funciona um lindíssimo Centro de Ciência Viva - cujas fotos e textos vou expor aqui)... enfim três dias absolutamente cheios de actividades, com o sol por companhia e onde pudemos explicar e mostrar aos nossos filhos as histórias que fizeram a História do nosso país. Mafra é, sem dúvida alguma, uma vila de elevado valor histórico. 

Houve ainda tempo de passar pela belíssima Aldeia do Sobreiro - uma pequena aldeia museu, em miniatura e que faz as delícias de pequenos e graúdos. (ver aqui)







1 comentário: