segunda-feira, 6 de junho de 2016

Ao longo da vida já tive a minha fase de descrédito nas pessoas ... já me isolei, já me desiludi, já me desapontei com "amigos" e alturas houve em que senti que não valia a pena nem podia confiar em ninguém ... Com o tempo o que é que mudou? Eu! Eu mudei! Passei por um longo processo de aprendizagem e aos poucos fui encontrando o meu equilíbrio, aprendendo a ver as pessoas e a própria vida para lá das minhas ilusões e das minhas expectativas; com o tempo aprendi que não podemos exigir aos outros aquilo que não sabem nem podem dar ... com o tempo tornei-me mais razoável e desmistifiquei a ideia de que temos o direito de exigir aos outros a mesma sinceridade, lealdade, amizade e verdade com que nós os tratamos ... Mas na verdade não temos. Porque o que eu dou de mim aos outros é da minha responsabilidade - ninguém me pediu nada - como tal não devo (nem posso) exigir dos outros nada mais além daquilo que sabem e conseguem dar. A amizade não é uma moeda de troca em que eu dou à espera de receber... pelo contrário, há que aprender a dar sem esperar nada em troca! A dar pelo prazer de dar, com generosidade e de forma altruísta. Com o tempo aprendes a não esperar nada; a despojar-te de expectativas, a não criar ilusões, a saber combinar a admiração que tens - pelas qualidades do teu próximo - com a total tolerância que tens que ter pelas suas limitações! Com o tempo aprendes a deixar ir o que te consome, a deixar fluir cada dia e cada momento, a viver no presente e a confiar (sem o peso das expectativas) em tudo aquilo que há-de vir...
Bom dia segunda feira (a primeira de Junho)




5 comentários:

  1. Concordo. Estou nessa fase de aprendizagem e é bom. Bom não esperar nada.

    ResponderEliminar
  2. Tem toda a razão!! Claro que isso só se aprende com o tempo:)
    Beijinho, Manuela

    ResponderEliminar
  3. bom dia!!!!
    estou a estranhar a ausência tão prolongada. espero que estejam todos bem, que seja por um excelente motivo.
    beijinho.

    ResponderEliminar
  4. Muito interessante este post! Pois, é andando e aprendendo.

    ResponderEliminar
  5. Olá!
    espero que esta ausência tão longa seja por motivos maravilhosos, como por exemplo, por estares numa viagem lindíssima, num daqueles sítios que não é possível fazer um post sequer.
    entretanto, vou sentindo a falta das tuas mensagens tão positivas.
    Um beijo e fica bem.

    ResponderEliminar