domingo, 16 de outubro de 2016


"Não tenhamos pressa ... mas não percamos tempo" J. Saramago

Se há coisa que gosto em mim e me orgulho é de ter tempo para tudo. Mesmo que às vezes seja a uma velocidade verdadeiramente alucinante, gosto desta minha capacidade de ter tempo para tudo. Principalmente para estar com os que gosto, para ensinar o que gosto (até me esqueço das horas) e para amar o mundo inteiro com tudo o que o mundo traz lá dentro. Os meus dias são longos, preenchidos e intensos, mas nunca me falta o tempo! Posso correr, dormir pouco e até almoçar fora de horas mas os meus dias, e a minha vida, nunca são desorientadas ao ponto de desperdiçar tempo com o que ou quem não interessa! Gosto do meu tempo e gosto da maneira como o gasto! Gosto da calma com que faço algumas tarefas e da adrenalina que outras me exigem ... gosto do sossego das manhãs e da correria das minhas tardes ... mas tenho sempre tempo (para tudo e para todos)! Ninguém entra pela porta da minha sala de estudo sem que eu repare se está feliz ou triste, se precisa de um abraço ou de atenção extra! E tenho sempre esse tempo, que é preciso, para abraçar um amigo, para ouvir os meus filhos, os meus alunos e para me escutar a mim mesma (nas angústias e nos medos que também carrego comigo).
Acho que o tempo nunca me falta porque o que damos de coração a vida retribui com a mesma qualidade e em grandes quantidades! 

“O tempo é o presente mais precioso que temos porque é limitado. Podemos ganhar mais dinheiro, mas não mais tempo. Quando dedicamos tempo a uma pessoa, estamos a dedicar uma porção da nossa vida que nunca mais poderemos recuperar. O nosso tempo é a nossa vida. E o melhor presente que podemos oferecer a alguém é, sem dúvida, nosso tempo.”

Por isso, se há coisa que gosto em mim e me orgulho é de ter tempo para tudo (e todos!)




1 comentário: