sábado, 14 de abril de 2018

sobre ti *

O melhor do amor não é a conquista da intimidade. Não é o conhecimento do corpo de quem está connosco, a confiança, a amizade ou a possibilidade de falarmos através do silêncio. Não é a grandeza de perdoar sem ficar qualquer ferida. Não é sequer a convicção de que será mesmo para sempre. O melhor do amor é partilhar o que nos toca, lermos as passagens do que nos emociona, passearmos, cheirarmos o cheiros, vermos os filmes, peças de teatro, séries de televisão, chorarmos as lágrimas, termos sonhos, sabermos que não há rigorosamente ninguém com quem gostássemos mais de almoçar, conversar, dormir, estar. O melhor do amor é a certeza de que alguém nos salvará da loucura de nos transformarmos num eco.
Luís Osório, in "Amor


* meu amor maior

4 comentários: